permiso

reileao

deixa eu te amar desse jeito que eu posso, eu te peço: deixa. permite que eu fique, que eu permaneça. deixa que eu dê o melhor que eu consigo, deixa que eu esteja do jeito que me é possível por ora, por hoje. deixa-me ser o que eu posso. eu sei que não parece muito e talvez não seja o que você esperava, talvez não seja suficiente, talvez falte porque todos faltamos vez ou outra. e talvez eu não te dê aquilo de que você precisa, mas ainda assim. repousa a tua cabeça no meu colo, aceita meu silêncio. olha-me, apenas isso: olha-me. e me alcança. aceita isso que eu sou, que não é perfeito mas é inteiro, e sincero. aceita o que eu tenho para dar, deixa que eu seja assim de verdade. eu poderia fazer de outro jeito, é bem verdade, mas seria vazio, porque não eu. então seria falseio, seria uma coisa desbotada, sem graça e sem gosto e não te faria feliz, eu sei. porque eu te conheço por dentro e conheço esse teu amor, e você ama em mim o que é inteiro, o que pulsa, e o que pulsa em mim é este desejo por tudo o que há dentro e fora de mim, e dentro e fora de nós.

foto: Renata Penna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s