2 perdidos numa noite suja

dia4rasamanggeriba-159

e a gente se afasta e se junta, e se perde e se encontra, e se acerta e se erra, e se arruma e se bagunça, e se diz coisa bonita e se diz coisa feia, e se acarinha e se desfaz, e esse vaivém, esse faz não faz, esse diz não diz, esse ser ou não ser, esse emaranhado todo que sou eu e é você e somos nós, e esse amontoado de querências minhas e tuas, de impossibilidades de um e de outro, de medos de parte a parte, de vontades compartilhadas e outras não, de sonhos desfeitos e outros realizados, de perdas doídas e ganhos preciosos, de filhos, de carne, de sangue, de saliva, de suspiro, de silêncio e de grito, de cansaço e descanso, do que é bonito e do que nem tanto, de mim e de você, das coisas nossas, das coisas só minhas e das coisas só tuas, dos nossos descaminhos, isso é o que é e não cabe recurso, isso é o que fizemos de nós, é o que somos, quando juntos e quando não, é o que sou eu e o que é você, é o que somos com e sem mistura, é a história possível, é o bom e o ruim de cada um apresentado para o outro de mão aberta e coração disposto, nu, e só por ser possível, por ser feito do que de melhor cada um de nós pode dar de si apenas por ser inteiro e sem máscaras e sem mentiras nem meias verdades, só por ser resultado de esforço e carinho e entrega e troca e muita vontade, só por isso já é bonito e valioso, é doce e merece ser chamado da maneira como se costuma dizer: é, é a nossa história de amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s