bem que se quis

ccbbteatro2P-14e de repente me dei conta disto, não sem susto: que eu ia te devorando assim aos bocados, como quem mastiga uma fruta suculenta cujo néctar lhe escorre pelos dedos, pelos punhos e ao longo dos braços. eu te mastigava todos os dias, desde quando acordávamos de manhã e eu estendia as mãos para tocar o teu corpo ainda sonolento, quente, convidativo. e era como se eu arrancasse um pedaço de ti para ir então me alimentando dele aos poucos ao longo do dia, para recuperar-me da tua não presença quando você me dava as costas e ia ao mundo, às coisas somente tuas, a tudo aquilo que em ti me excluía, a toda a tua existência da qual eu transbordava, num derramamento inútil de leite que foi para além da borda da xícara e então se espalha na mesa, desperdiçado. eu tinha de ti uma fome, uma fome muito urgente, uma fome que me ameaçava a sobrevivência. era como se quisesse te aprisionar comigo, devorar-te de fato, em um gesto desesperado de antropofagia, eu te queria comigo além das separações, além dos apartamentos, além dos adeuses. porque eles me doíam, sempre. ficavam doendo por horas, às vezes por dias, quando você se demorava demasiado – e você sempre se demorava demasiado. a consciência desta realidade risível entre nós atingiu-me de modo fulminante, como um raio sobre a árvore em dia de tempestade, e então tive a súbita certeza de que já não podia suportar, que estava além das minhas forças, que não era mesmo justo. era preciso abandonar aquele círculo vicioso, de alguma forma. foi quando cortei o mal pela raiz: cortei os pulsos, de uma vez só. como se fosse possível, e correto, e lógico, que junto com o meu sangue você se esvaísse, mas apenas eu mesma me escapei de mim. você permaneceu. você permanece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s