aqui dentro do lado de fora

grimmagresteP-20do que eu aprendi: que às vezes é necessário, sim, fechar algumas portas. sem trancar à chave, mas sem dar ao acaso qualquer possibilidade de abri-las. segurando com um calço, para que não se balancem ao sabor do vento. é preciso que se escolha, que se saiba. é que carece da gente ser capaz de conhecer a valia das coisas, saber dos compensamentos por carregá-las ao longo da vida, pesando nos ombros. a vida não traz somente os abismos bonitos e cheios de mistério pra gente mergulhar. na vida também tem muito buraco. e buraco é isso: vazio e só, sem possibilidade. não diz coisa alguma, em seu silêncio oco, sem eco. nos abismos a gente pula e não pára de escorregar por cantos desconhecidos, tateando belezas novas que antes não adivinhava. mas nos buracos, nesses a gente só esfola os joelhos e os cotovelos, sem ter nada em troca. nem beleza, nem poesia, nem possibilidade, nem nada. só o escuro rarefeito, esvaziado de tudo que seja bonito. e lá dentro, a gente choraminga comprido, de uma solidão demasiada. não daquela que alimenta, mas daquele outro tipo: a que esvazia. aquela que mata o que havia de esperança, de delicadeza. no buraco não cresce coisa nenhuma, não floresce o que vale a pena: só multiplica o que é daninho, o que deixa a gente carcomido por dentro, enrugado feito fruta seca esquecida no sol a pino por dias a fio. eu ando muito decidida sobre isso: não quero mais. já experimentei buracos suficientes para saber que eles não me servem, e que neles eu não cresço. então, se vier um buraco se fazendo de abismo, eu desconfio e percebo, e digo logo: estou de portas fechadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s